Notícias

Oficina Práticas de Criação: corpo-grafias do imaginário organizada pelo Lampe acontece no dia 10 de outubro
01 de outubro de 2018

O oficina Práticas de Criação tem como objetivo provocar e intensificar a percepção da corporeidade individual e coletiva criativa, através da experimentação e elaboração de movimentos/gestos fundamentados em reflexões ativas que direta e indiretamente constituem perspectivas sensíveis e identitárias. Buscaremos (des)construir criticamente imaginários, linguagens, poéticas.

A ideia do “Saber” a corporeidade (Michel Bernard, 2001) implica o reconhecimento do corpo não máquina, não entidade autônoma, que recebe/emite informações. A corporeidade, constitui fenômeno de materialização de um processo móvel e complexo, o do sentir, que tem na troca de experiências entre indivíduos, uma potente estratégia do “vir a ser”.

O evento é organizado pelo Laboratório de Pesquisa em Comunicação, Interação e Cultura – Lampe e o Grupo de Pesquisa Corps, com o apoio do Programa de Pós-graduação em Comunicação e da Especialização em Jornalismo Cultural, ambos da Faculdade de Comunicação Social da UERJ. Para participar basta comparecer na Sala de dança Teatro Odylo Costa, filho, de 11h às 13h, no dia 10 de outubro. 


Lampe participa do primeiro dia da Uerj Sem Muros no Pavilhão Reitor João Lyra Filho
24 de setembro de 2018

O Laboratório de Pesquisa em Comunicação, Interação e Cultura da UERJ – Lampe, foi avaliado neste primeiro dia de apresentações. A bolsista de extensão do projeto, Ariane Oliveira, contou com a ajuda da orientanda de mestrado do Grupo de Pesquisa Corps, Jéssica Ventura, para apresentar os objetivos, atividades e resultados do Lampe.

O trabalho do laboratório vem dando resultados desde sua criação em 2014, pela professora coordenadora Denise Siqueira. Através do intercâmbio acadêmico da comunicação e áreas afins, alunos da graduação e pós-graduação podem ter experiências em conjunto por meio do Grupo de Pesquisa Corps e da disciplina ministrada pela coordenadora que investe em Jornalismo Científico.

A 28º edição do evento vai até o dia 28 de setembro de 2018 (sexta-feira), com um roupagem diferente este ano, a celebração dos 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos e os 100 anos de Nelson Mandela. Confira!


Laboratório de Pesquisa em Comunicação Interação e Cultura – Lampe participa da 28º UERJ Sem Muros
03 de setembro de 2018

O Lampe participará entre os dias 24 a 28 de setembro da 28º UERJ Sem Muros, mostrando seu trabalho e desempenho durante o último ano. O Lampe tem como objetivo geral a produção e difusão de conhecimento em colaboração com integrantes do Grupo de Pesquisa Corps: Corpo, representação e espaço urbano (CNPq).

Além disso, investe em ações voltadas para graduação e pós-graduação, para parceiros internos e externos à UERJ interessados no intercâmbio acadêmico na área de Comunicação e em áreas afins e também em atividade abertas à sociedade em geral, fomentando a divulgação científica.

28ª UERJ Sem Muros conta com atividades no âmbito de cada Sub-Reitoria e, neste ano, a 28ª edição do evento, que mobiliza toda a comunidade interna e externa à Universidade, celebrará os 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos e os 100 anos de Nelson Mandela.

O evento mobiliza toda a Universidade em prol de um objetivo comum: apresentar à sociedade a produção acadêmica realizada nas diversas áreas de conhecimento, envolvendo ensino, pesquisa, extensão e cultura. Nesse sentido, a participação da comunidade é fundamental.


Joinville (SC) sedia Intercom 2018 dos dias 2 a 8 de setembro
03 de setembro de 2018

41º Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação será realizado na Universidade da Região de Joinville – Univille, em Joinville – SC.  Mais de 2.300 estudantes, pesquisadores, professores e profissionais da comunicação comparecerão ao encontro. Trabalhos da área da comunicação do Brasil todo foram submetidos, e serão compartilhados e apresentados pelos próximos 6 dias.

A professora e coordenadora do Laboratório Lampe e do grupo de pesquisa Corps, Denise Siqueira, estará presente juntamente com os participantes do grupo, que apresentarão os trabalhos abaixo nos respectivos Grupos Trabalhos:

Gênero, corporalidades, biopolíticas
* “Que clipe foi esse, que tá um arraso?”: Inveja, corpo e interação em representações de mulheres em cenários urbanos | Denise da Costa Oliveira Siqueira e Thaynan Brito Mendes (UER
* Representações do feminino em Lado a Lado: um estudo a partir da protagonista Laura Assunção Vieira | Thaynan Brito Mendes (UERJ), Jarlene Rodrigues Reis (UERJ)
* A marquinha perfeita: midiatização, corpo e saber biomédico | Euler David de Siqueira (UFFRJ)Narrativas midiáticas, ética e a formação de sentidos sobre alimentação saudável | Rafael de Oliveira Barbosa, Daniela Menezes Neiva Barcellos, Maria Cláudia da Veiga Soares Carvalho (UERJ.

Representações sexuais e de gêneros nas mídias + Interseções teóricas I: Políticas do corpo e da diferença no audiovisual
Protagonismo feminino em animação: gênero, corpo e suas representações na indústria audiovisual | Mônica Vitória dos Santos Mendes (UERJ), Denise da Costa Oliveira Siqueira (UERJ).


Fundação Casa de Rui Barbosa sedia Colóquio interdisciplinar sobre sensibilidades nos dias 23 e 24 desse mês
21 de agosto de 2018

O evento que leva o nome de Colóquio interdisciplinar sobre sensibilidades: Artes e patrimônio na América Latina, terá início partir das 10 horas do dia 23 e acontecerá na sala de cursos da FCRB, com entrada franca.

O objetivo do colóquio é reunir pesquisadores que tomam como perspectiva os sentidos, as emoções e as sensibilidades no estudo e interpretação dos processos históricos e sociais.

Quinta-feira, 23 de agosto
10 às 12h – Mesa 1: Teoria e metodologia das sensibilidades
• Rosalina Estrada Urroz(Benemérita Universidad Autónoma de Puebla, México): Tabúes y pasiones: ideas, afectos y prácticas en el cruce del Atlántico
• Antonio Herculano Lopes (FCRB): Algumas ideias para um marco conceitual sobre as sensibilidades nas ciências humanas
• Nádia Maria Weber Santos (IHGRGS/UFG): A temática das sensibilidades no arquivo pessoal da historiadora Sandra JatahyPesavento
14 às 16h – Mesa 2: Sensibilidades na América Latina
• Carlos Velázquez (Unifor): ¿Y ahora, quién podrá defendernos? Sobre heroísmo demoniaco en América Latina
• Avelino Romero Simões Pereira (Unirio): “Cafetín de Buenos Aires”, uma janela sobre a cidade moderna: solidão e melancolia na experiência do tango dos anos 1930 e 40
• Alejandra Josiowicz (FGV): Para uma estético-política da infância: experimentação e crítica social em César Vallejo
16:30 às 18h – Mesa 3: Sensibilidades na cena
• Robson Corrêa de Camargo (UFG): A teatralidade na arte brasileira: antropófagos e antropofagias
• Nísia Trindade Lima (Fiocruz):Quarto de serviço ou lugar para utopia? Favelas na dramaturgia brasileira dos anos 1950 e 1960
Sexta-feira, 24 de agosto
10 às 12h – Mesa 4: Sensibilidades nos textos
• Maria de Fátima Costa (UFMT): Os “meninos índios” que Spix e Martius levaram a Munique
• Daniel Lago Monteiro (USP): Saltar e esvoaçar sobre as coisas miúdas da vida: Machado de Assis, o cronista e o colibri
• Joëlle Rouchou (FCRB): Joel Silveira, repórter de Diretrizes

Cadastros são realizados na Biblioteca CEH/A, que atende as áreas da Comunicação, Educação, Nutrição e Psicologia
17 de agosto de 2018

– Para realizar o cadastro na biblioteca pela primeira vez, são necessários os seguintes documentos:
*Professores e servidores – 2 fotos 3×4 (ou 1 foto e o cartão do RU), Identidade, CPF e comprovante de residência.
*Alunos de pós-graduação – 2 fotos 3×4 (ou 1 foto e o cartão do RU), Identidade, CPF, comprovante de residência e declaração de regularidade de inscrição no semestre vigente (apenas caso a secretaria do programa ainda não tenha enviado a lista de inscritos no semestre).

A renovação do cadastro na biblioteca deve ser feita todo semestre, para isso basta comparecer à biblioteca e solicitar a renovação.

Além disso, a biblioteca contra com outros serviços, como:
– Serviços de busca bibliográfica e comutação bibliográfica para todos os alunos e professores, cadastrados na biblioteca ou não;
– Para os ingressantes e demais interessados, oferecemos visitas guiadas (individuais ou para grupos) e palestras sobre os produtos e serviços da biblioteca (para grupos, marcadas com antecedência);
– Oferecemos capacitação para utilização de bases de dados e sistemas da Rede Sirius (para grupos, marcadas com antecedência);
– Para concluintes, oferecemos palestras sobre normalização (para grupos, marcadas com antecedência), entrevistas para retiradas de dúvidas sobre normalização (individual) e revisão de forma da tese ou dissertação após a defesa (individual, marcada com antecedência).

O agendamento de qualquer um dos serviços apresentados pode ser feito pelo telefone 2334-0280, por Whatsapp 99480-3040 ou pelo e-mail ceha@uerj.br.


Artigos dos Anais do II Seminário Internacional de Pesquisas em Midiatização e Processos Sociais já estão disponíveis
14 de agosto de 2018

Os Anais do II Seminário Internacional de Pesquisas em Midiatização e Processos Sociais com os artigos completos enviados pelos próprios autores já estão disponíveis AQUI. Eles foram submetidos e aprovados após apresentação nos respectivos Grupos de Trabalho, nos dias 9 a 12 de abril de 2018.

As submissões no formato de resumo expandido, selecionados por comissão de pareceristas e distribuídos em 18 grupos de trabalho, estão disponíveis desde março de 2018.


Seminário “Marx & Mídia: o legado do autor para a Comunicação”, em homenagem aos 200 anos do nascimento do pensador, acontece no dia 7 de agosto
03 de agosto de 2018

Em homenagem aos 200 anos do nascimento do pensador Karl Marx (1818-2018), o Laboratório de Comunicação, Cidade e Consumo realizará o seminário “Marx & Mídia: o legado do autor para a Comunicação”. O intuito do evento é promover o debate acerca da contribuição do autor para a área da Comunicação.

O evento conta com o apoio do PPGCom/UERJ e do Laboratório de Comunicação Integrada (LCI/UERJ). Os convidados são os professores Muniz Sodré (Eco-UFRJ), Marcos Dantas (Eco-UFRJ), Alessandra Aldé (FCS-UERJ) e Ricardo Ferreira Freitas (FCS-UERJ).

O seminário acontece às 16h, no auditório do PPGCom da UERJ, sala 10121, Bloco F – 10º andar do Campus Maracanã. Para mais informações, envie um e-mail para laconuerj@gmail.com.


Fundação Casa de Rui Barbosa recebe o “Colóquio Literatura Infantil e história cultural na próxima sexta-feira
03 de agosto de 2018

No 10 de agosto, próxima sexta-feira, das 10h30 às 17h30, a Fundação Casa de Rui Barbosa recebe o “Colóquio Literatura Infantil e história cultural. Outras abordagens dos impressos para crianças e jovens no século XIX e início do XX”.

O evento reúne pesquisadores que abordam os impressos para crianças e jovens com questões distintas das que costumam ser colocadas a partir da teoria literária ou da educação, áreas das quais provêm a maioria dos estudos sobre o assunto.

Participam do colóquio Alejandra Josiowics, Andrea Borges Leão, Angela de Castro Gomes, Gabriela Pellegrino Soares, Kaori Kodama, Mª Rachel Fróes da Fonseca, Patrícia Hansen e Patrícia Tavares Raffaini.

O evento tem entrada franca e marca a inauguração da mostra “Os livros para crianças nos tempos de Rui Barbosa”.


Professor Sérgio Mattos, autor de inúmeros trabalhos acadêmicos, disponibiliza download gratuito de seu acervo
25 de julho de 2018

Sérgio Mattos é escritor, compositor, poeta, jornalista e professor, possuindo dezenas de artigos, capítulos de livros e livros na área da comunicação, publicados no Brasil e no exterior. Mas agora,  toda sua obra está disponível para download gratuito em seu site.

Como parte das comemorações dos seus 70 anos de idade, o professor resolveu disponibilizar, para download gratuito, em meu site toda sua obra artística, acadêmica e literária, vídeos e músicas. A oportunidade de navegar e ler obras de forma totalmente gratuita entre discentes e docentes tem sido uma troca valiosa de aprendizado.

Para conhecer mais sobre o professor e seu acervo basta clicar no link abaixo:

CLIQUE AQUI


Novo número da revista Contemporânea é publicado com muitas novidades
23 de julho de 2018

Dossiê Estéticas e Políticas do Corpo, foi publicado no mais recente número da revista Contemporânea. O dossiê reúne 15 artigos que promovem diálogos entre a Comunicação e Filosofia, Biopolítica, Teoria Queer e Estudos de Gênero, História, Antropologia, Sociologia, Estudos das relações étnico-raciais, música, Estudos da Performance e Cinema.

O dossiê não só cria pontes entre assuntos completamente diferentes, como também celebra a criação do Grupo de Pesquisa Estéticas, Políticas do corpo e Gêneros, na Intercom, editado por Gabriela Machado e Jorge Cardoso (UFRB/UFBA), coordenadores do GP.


A Derradeira Gesta: Lampião e Nazarenos guerreando no sertão já está disponível em formato eletrônico
09 de julho de 2018

A autora, Luitgarde Oliveira Cavalcanti Barros, em A Derradeira Gesta, analisa “grupos que  não buscaram na migração uma mudança social. Pelo contrário, pelo menos no que toca aos Nazarenos, transformaram a sobrevivência de uma vila-Nazaré, bem como a preservação de suas famílias e de seu modo de vida, numa questão de honra, em defesa da qual se bateram contra Lampião e todo o cangaço, durante 19 anos.”

Vale a pena conferir o exemplar, agora em formato eletrônico, o leitor pode encontrar para download no Google Books, através desse link e em breve em outras lojas.

 


Programa de Pós-graduação em Comunicação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro abrirá processo seletivo 2019 para mestrado e doutorado
22 de junho de 2018

O PPGCom-UERJ, a partir do dia 16 de julho, estará com o processo seletivo 2019 aberto para ingresso nos cursos de mestrado e doutorado. O candidato deve manifestar interesse no processo seletivo adequado ao seu caso.

As inscrições devem ser feitas, de segunda a quinta-feira, das 10 às 17 horas, no seguinte local: Secretaria do Programa de Pós-Graduação em Comunicação, situada à Rua São Francisco Xavier, nº 524, Pavilhão João Lyra Filho, 10º andar, Bloco F, Sala 10121. Bairro: Maracanã – CEP: 20550-013 – Rio de Janeiro – RJ. Telefone: (21)2334-0757/2334-0019.

Mais informações acesse os editais de Mestrado ou Doutorado, ou entre na página do PPGCOM-UERJ.


Mesa-redonda Gênero, sujeitos e interações na literatura instiga convidados e participantes
22 de junho de 2018

O primeiro dia do Colóquio Narrativas do eu na literatura e na comunicação (14 e 15 de junho), realizado na Casa de Rui Barbosa, se encerrou com a mesa-redonda “Gênero, sujeitos e interações na literatura”. A mediação foi da professora Fernanda Martinelli (UnB). Compuseram a mesa Denilson Lopes (UFRJ), Humberto Fois (UFJF) e Fabiana Farias (Unigranrio).

Em sua exposição, Denilson Lopes abordou os relatos pessoais do cineasta e escritor Mário Peixoto em sua temporada na Inglaterra, na década de 1920. Do diário de Peixoto surgem reflexões que articulam identidade e momento histórico, subjetividade e regimes simbólicos, bem como as negociações e tensões que a vida social e o sujeito estabelecem. Questões como sexualidade, gênero e usos corporais, vividas na angústia e insegurança íntimas, são narradas pelo cineasta, cujos escritos constituem um relato multilinear: tanto de si próprio quanto de seu tempo e das culturas que o envolviam.

Humberto Fois apresentou o trabalho “Mas você vai sozinha? Reflexões sobre as mulheres na literatura de viagem contemporânea”, discutindo traços e padrões simbólicos que situam a figura feminina no universo ficcional. Pelo olhar das relações de gênero, Fois mostrou a recorrência de estereótipos na construção das personagens, apontando a correlação entre o ato de viajar e a formação de identidades e sujeitos.

Por fim, Fabiana Farias apresentou “A cartografia da laje: ressignificações e resistência”, promovendo reflexões a partir do Slam Laje, evento organizado por moradores de favelas cariocas que promove batalhas de poesia. Farias falou sobre o imaginário estereotipado acerca das favelas. Estigma e identidades marginalizadas foram debatidos como fenômenos sociais enquanto favela e literatura aparecem como narrativas tanto de resistência política local quanto de reivindicação identitária.

Fábio Grotz Majerowicz
PPGCom/UERJ

Palestra Comida como afeto: comunicação de identidades, representações de emoções e políticas de alteridade na produção e no consumo alimentar marca colóquio
18 de junho de 2018

A palestra de encerramento do colóquio “Narrativas do eu na literatura e na comunicação” foi proferida pela professora da UnB Fernanda Martinelli, com mediação do professor Ricardo Freitas, da UERJ. Em sua fala, a pesquisadora tratou das relações simbólicas desenvolvidas com e nos atos de cocção, notadamente pensando as noções em torno da comensalidade e a mesa como espaço de convivência. Para tanto, se fundamentou nas leituras de Claude Lévi-Strauss, Robert Elias, Mary Douglas, Michel Maffesoli, dentre outros pensadores.

Além dessa abordagem, interessantes questões foram levantadas, como o global e o local a partir do conceito de terroir, a ideia do cozinhar como metodologia, relacionando a isso a centralidade da comunicação na pesquisa de campo e o “se deixar afetar” como aspecto fundamental. Por fim, com as ilustrações do filme A festa de Babette (1987), do trabalho do Chef Simon Lau Cederholm, em Brasília, e dos emocionados relatos do Chef Anthony Bourdain pelo mundo, Fernanda apontou caminhos futuros para sua investigação, enfatizando que, nas pesquisas com comida e comunicação, falamos sobre nós mesmos e abordamos importantes variáveis na construção de identidades.

Lucas Gamonal
PPGcom PucRio e Grupo Corps


Mesa-redonda Narrativas do eu: gênero e produção de sentidos na literatura é destaque no Colóquio Narrativas do eu
18 de junho de 2018

A mesa-redonda Narrativas do eu: gênero e produção de sentidos na literatura, coordenada por Daniele Ribeiro Fortuna, abriu a primeira manhã do colóquio Narrativas do eu na literatura e na comunicação com apresentações de pesquisadores da UERJ e da Unigranrio. Com a pesquisa O poeta contemporâneo ao seu parcial desaparecimento, a professora Ana Chiara, da UERJ, abordou as novas representações do poeta em tempos de mídias digitais. O estudo levanta questões como “o que seria o poeta hoje?” diante das interferências do acaso e do esvaziamento do eu.  Em tempos de excessiva espetacularização da intimidade, a imagem do poeta heroico, ouvidor das angústias humanas, cede lugar a um gênero aberto, transitando entre um corpo biológico e o fictício, anfíbio.

Em Sujeitos migrantes e a representação do espaço, Shirley Carreira discutiu a fragmentação do sujeito na contemporaneidade e as relações com o lugar antropológico – que confere ao indivíduo uma estabilidade mínima – na literatura. Espaços de passagem, de narrativas sobre corpos e identidades errantes; sujeitos migrantes, dos não-lugares, flâneurs, cujos corpos nômades se moldam aos novos lugares. Diante da extinção da identidade e do início de uma existência múltipla, transitória, a memória é o laço a atar o sujeito às raízes.

Por fim, Jacqueline Lima encerrou os trabalhos da manhã com a pesquisa Diálogos com a Literatura: João do Rio e Olavo Bilac em reflexões sobre a cidade e seus costumes. A pesquisadora comparou as narrativas dos escritores sobre o Rio de Janeiro no período da Reforma Pereira Passos, projeto que tinha como objetivo “fazer da cidade não um espelho da Europa, mas uma vitrine para ela”.

Marcos Fábio Vieira
Inca e PPGCom/UERJ


Aborto, câncer e direitos LGBT instigam em mesa-redonda do Colóquio Narrativas do eu
18 de junho de 2018

A tarde do primeiro dia do Colóquio Narrativas do eu na comunicação e na literatura: gênero, afetos e produção de sentidos, 14 de junho, começou debatendo temas polêmicos. “Eu não poderia começar a falar sobre corpos, emoções e narrativas sem fazer referência a atos recentes que impactaram demais a percepção sobre os corpos gays no Rio de Janeiro, no Brasil e no mundo”, disse Marcelo Carmo Rodrigues, professor do Departamento de Turismo da UFJF, na abertura da mesa Narrativas de corpo, gênero e emoções.

O pesquisador iniciou sua fala chamando a atenção para casos recentes de homofobia, lesbofobia e transfobia. Marcelo apresentou suas inquietações em relação às teorias que insistem em separar corpo e alma para tentar explicar o corpo gay. Ele frisou a necessidade de entendermos a sexualidade e o gênero para além das questões médicas ou jurídicas. Depois, o professor discorreu sobre o turismo gay e suas implicações contemporâneas

O segundo integrante da mesa, Fábio Grotz Majerovicz, apresentou o trabalho Aborto no impresso: narrativas sobre corpo e afeto no século XIX. O pesquisador destacou a dificuldade de se debater o tema e apresentou o recorte de seu trabalho, abordando as narrativas de jornais de duas décadas: 1830 e 1890, quando foram promulgados os dois primeiros códigos penais no Brasil. Fábio explicou que a pesquisa busca entender o uso social da linguagem adotada na mídia impressa para falar sobre aborto.

Encerrou a mesa o pesquisador Marcos Fábio Vieira, apresentando as inquietações de sua pesquisa sobre O corpo representado e a construção de narrativas míticas contemporâneas sobre câncer em relatos de mulheres. Marcos Fábio destacou o controle social da medicina sobre o corpo da mulher. Ele aproximou o tom de tragédia e drama pessoal das narrativas estudadas ao universo de ficção científica, dos folhetins. “Estas mulheres, muitas vezes, constroem uma imagem de guerreiras, vencedoras, sobreviventes, o que acontece também com os personagens em quadrinhos”, comparou Fábio

Raquel Dantas
PPGcom/UERJ


A programação do Colóquio “Narrativas do eu” já está no ar
23 de maio de 2018

Abaixo, segue a programação completa do Colóquio Narrativas do eu na literatura e na comunicação: gênero, afetos e produção de sentido, que acontece nos dias 14 e 15 de junho, na Casa de Rui Barbosa.

FAÇA SUA INSCRIÇÃO AQUI!


GT da Compós debate linguagem e metodologia nas pesquisas sobre interação
11 de junho de 2018

A 27ª edição do encontro da COMPÓS – Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Comunicação – aconteceu entre os dias 5 e 8 de junho de 2018 na  PUC Minas.  Entre os diversos temas debatidos, o GT Práticas Interacionais e Linguagens na Comunicação trouxe diversos fenômenos de comunicação com foco nos usos, apropriações e determinações da linguagem relacionados a diferentes produtos midiáticos.

A professora do programa de Pós-graduação em Comunicação da UERJ, Denise Siqueira apresentou o trabalho Não queremos guerra, queremos esfirra: etnocentrismo, interação e afetos no jornalismo. A pesquisadora analisou a condição simbólica da comida de rua a partir de uma leitura do evento apelidado de Esfirraço, de apoio a um imigrante que sofreu ataque xenofóbico em Copacabana, em julho de 2017.

Nas discussões do GT, Denise destacou a abertura para novos referenciais teóricos e metodologias utilizadas nos trabalhos sobre práticas interacionais. Apontou ainda que outro ponto alto do GT foram as discussões sobre as emoções e o ethos no jornalismo, além dos questionamentos sobre os usos das redes sociais.

O GT trouxe contribuições teóricas e metodológicas para a compreensão dos modos de funcionamento dos textos nos meios impressos e digitais; problematizou as interações sociais midiatizadas a partir de suas distintas formas de articulação de sentido em diferentes situações de comunicação. Ele também abordou a emergência de novas formas técnico-expressivas a partir da convergência dos meios.

A próxima Compós será realizada na PUC de Porto Alegre, em junho de 2019.


Uerj oferece a partir do dia 11 de junho vagas para transferências e aproveitamento de estudo
11 de junho de 2018

A UERJ oferece, no período de 11 a 14 de junho, 247 vagas para transferência interna, 413 para transferência externa e 421 para aproveitamento de estudos para os cursos de graduação com início no segundo semestre de 2018.

O edital completo, o quadro de vagas disponíveis e demais informações sobre os processos seletivos já estão disponíveis. Não perca esta oportunidade!

 


Em que medida a discussão sobre os afetos traz questões para o campo da arte?
11 de junho de 2018

O debate sobre os afetos e suas implicações na discussão teórica dos Estudos de Gênero e outras áreas do conhecimento acontece na próxima quarta-feira, dia 13 de junho, a partir das 21 horas, na Escola Letra Freudiana (rua Barão de Jaguaripe, 231, Ipanema).

Denilson Lopes, professor de Comunicação da UFRJ; e Paloma Vidal, escritora e professora da UNIFESP participarão da conversa, trazendo questões levantadas no livro Afetos, relações e encontros com filmes brasileiros contemporâneos, de Denilson Lopes.

O livro pode ser adquirido diretamente com a editora Hucitec pelos e-mails mariananada@gmail.com e lerereler@huciteceditora.com.br.


Especialização em Jornalismo Esportivo na UERJ segue com inscrições abertas
31 de maio de 2018

Estão abertas até o dia 10 de julho 2018, das 14h às 18h, de 2ª feira a 5ª feira, as inscrições para o Curso de Especialização em Jornalismo Esportivo da Faculdade de Comunicação Social da UERJ.

O Curso de Especialização em Jornalismo Esportivo, oferecido pela Faculdade de Comunicação Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) dará início à sua 1ª turma em 2018-2.

O objetivo é especializar jornalistas no setor editorial esportivo para as diversas plataformas e suportes da mídia. A especialização  promoverá a formação teórica e prática de profissionais e  pesquisadores da Comunicação Social e áreas afins.

Para mais informações acesse o link, envie um para jorcult@uerj.br ou confira o edital.


Seguem abertas as inscrições para especialização em Jornalismo Cultural na UERJ
Dia 30 de maio de 2018

O departamento de jornalismo da Faculdade de Comunicação da UERJ abre inscrições para a turma do segundo semestre do curso de especialização em Jornalismo Cultural até 10 de julho de 2018, de 14h às 18h, de segunda à quinta-feira. O curso visa à formação de  profissionais dedicados aos suplementos especializados em cobertura e crítica da produção artístico-intelectual contemporânea.

O objetivo é promover a formação teórica e prática de profissionais e  pesquisadores da Comunicação e de áreas afins, permitindo, entre outras possibilidades, a elaboração de projetos de veículos culturais.

Para mais informações acesse o edital , entre em contato com a secretaria do curso, pelo telefone 2334-0300, de 14h às 18h ou envie e-mail para jorcult@uerj.br. Acompanhe também pelo site  ou página no facebook


Denilson Lopes faz leitura crítica da Exposição “Corpo a Corpo” no IMS
23 de maio de 2018

No dia 26 de maio, às 17h, Denilson Lopes, professor da UFRJ, participa de uma conversa sobre os trabalhos de Jonathas de Andrade (Eu, mestiço) e de Barbara Wagner (À Procura do 5º Elemento e Terremoto Santo), no instituto Moreira Sales, na Gávea, no Rio. Os trabalhos integram a exposição Corpo a corpo: a disputa das imagens, da fotografia à transmissão ao vivo.   O evento contará com a presença do artista Jonathas de Andrade e do curador da exposição, Thyago Nogueira. A entrada é franca e não é necessário fazer inscrição para participar.

À Procura do 5º Elemento, 2017 MC Lando e MC Kim Blue. Fotografias em Pôster. Bárbara Wagner / Acervo Instituto Moreira Salles


Gênero, afetos e produções de sentidos norteiam debates na Casa Rui Barbosa
14 de maio de 2018

Nos dias 14 e 15 de junho, a Casa de Rui Barbosa sediará o Colóquio Narrativas do eu na literatura e na comunicação: gênero, afetos e produções de sentidos. Em diferentes mesas redondas, serão promovidos debates a partir de reflexões em torno das escritas de si, da subjetividade, bem como da sociabilidade, das interações e dos afetos, sob diversas perspectivas. A interação entre corpo e cidade também tematizará algumas discussões.

 

O evento reúne professores, pesquisadores, alunos de graduação e de pós-graduação da Unigranrio, da UERJ, da UFRRJ, além de membros da Casa de Rui Barbosa e de outras instituições de ensino superior parceiras das áreas comunicação, literatura e ciências sociais. O Colóquio pretende promover discussões sobre os afetos e suas interações, os poderosos imaginários dos corpos e dos gêneros nos espaços urbanos, na comunicação e na literatura.

As inscrições já estão abertas e podem ser feitas clicando no link abaixo. Fiquem ligados. Em breve divulgaremos mais informações.

FAÇA SUA INSCRIÇÃO AQUI!


Consulado-geral da França realiza colóquio franco-brasileiro “A censura à prova do tempo”
Dia 02 de maio de 2018

Em parceria com a Fundação Casa de Rui Barbosa (FCRB), o Consulado-geral da França realizará nos dias 3 e 4 de maio o colóquio franco-brasileiro “A censura à prova do tempo”. O evento fomenta a reflexão sobre um dos problemas mais frequentemente denunciados pelos manifestantes de maio de 1968, na França, que também reaparecem  nos dias de hoje sob uma nova ótica, principalmente na internet.

Cinquenta anos nos separam de maio de 1968. Por isso, inúmeros eventos científicos no Brasil, na França e em outros países do mundo acontecem relembrando a importância da data. O evento franco-brasileiro propõe recontar a história da censura, pelos olhos do historiador

Jean-Yves Mollier, especializado no assunto, em uma sessão sobre a censura no Brasil durante o Estado Novo e a ditadura. Já Edwy Plenel, diretor de Médiapart e ex-diretor do Le Monde, fará uma reflexão sobre o papel da imprensa na nossa época. Além disso, uma sessão sobre Arte Contemporânea e Censura contará com participação dos curadores de exposições censuradas ano passado Luiz Camillo Osório, curador do Panorama – MAM/SP e Gaudêncio Fidelis, curador da Queermuseu.

Para mais informações, basta acessar a página do colóquio na web. As inscrições são limitadas e podem ser feitas na própria página do colóquio, na aba inscrições.


Roda de conversa sobre as identidades homossexuais acontece sexta-feira, dia 4, na UFJF
Dia 2 de maio, de 2018

Em comemoração aos 50 anos da revolução estudantil de maio de 68 de Paris, o grupo de pesquisa Comunicação, Cidade e Memória, da Universidade Federal de Juiz de Fora, realiza uma Roda de Conversa sobre o tema na sexta-feira, dia 4 de maio, na Sala de Demonstração da FACOM/UFJF. A coordenadora do Grupo de Pesquisa, Christine Musse, organizou o evento aberto ao público e espera a participação de estudantes e pesquisadores de várias áreas do conhecimento.

Intitulada “A longa marcha dos gays – imaginário e construção das identidades homossexuais a partir de maio de 68 na França”, o bate papo contará com a participação de Marcelo do Carmo, doutor pela Sorbonne V. O professor discorrerá sobre as novas categorias de análise das identidades e imaginários que gravitam em torno destas comunidades a partir das contribuições de autores como Frederic Marter , Didier Eribin e Michel Maffesoli.


Estudantes produzem matérias de jornalismo científico em disciplina prática
Dia 24 de abril de 2018

Alunos da graduação em Jornalismo da Faculdade de Comunicação Social da UERJ produzem notícias sobre tecnologia, informática, astronomia e outras atividades de pesquisa, reunindo trabalhos científicos da própria universidade, como teses, dissertações e artigos.

Os estudantes redigem as matérias a partir das aulas ministradas pela professora Denise Siqueira, na disciplina de Laboratório de Jornalismo III. O trabalho dos alunos estão disponíveis no blog do Laboratório de Pesquisa em Comunicação, Interação e Cultura (Lampe) do Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Comunicação, na aba Jornalismo Científico.


Segunda edição do Seminário Corpo, Imaginário e Linguagem acontece nos dias 26 e 27 de abril
Dia 24 de abril de 2018

O Departamento de Artes e Humanidades realizará nos dias 26 e 27 de abril o II Seminário Corpo, Imaginário, Linguagem – artes da performance e multimídia, na Sede do Curso de Dança.

Dando continuação a primeira edição do evento, que aconteceu em janeiro de 2017, na Universidade de Lisboa/FMH, Portugal, a UFV sediará a segunda edição contando com as colaborações de pesquisadores de referência no campo das Artes da Performance e Multimídia, os Professores Dr. Daniel Tércio, da Universidade de Lisboa/Faculdade de Motricidade Humana e Dr. Leonel Brum, da Universidade Federal do Ceará.

As palestras serão abertas ao público, com entrada franca e direito a certificado ao final dos dois dias de evento. Para mais informações acesse a página do Curdo de Dança ou o evento no Facebook.


Seminário Olhares Cruzados Brasil-França reúne pesquisadores de todo o Brasil em setembro de 2018
Dia 15 de abril de 2018

A Embaixada da França no Brasil recebeu mais de 200 inscritos para a participação do seminário Olhares Cruzados Brasil-França, que acontecerá nos dias 3 e 4 de setembro de 2018, em Brasília.

O evento visa dar a oportunidade a jovens pesquisadores (nível Mestrado, Doutorado e Pós-doutorado) na área das Ciências Humanas e Sociais a apresentarem seus projetos de pesquisa em andamento ou recentemente concluídos.

A Embaixada oferecerá bolsas para os estudantes que enviarem os melhores artigos. A Fundação Alexandre de Gusmão (FUNAG) e seu Instituto de Pesquisa de Relações Internacionais (IPRI) oferecem a publicação dos resultados do seminário em formato de
livro. Acompanhem mais informações na página do facebook ou no site da embaixada.


Campanha “Pegue o seu” doa livros acadêmicos para professores e alunos no PPGCom
Dia 2 de abril de 2018

O Lampe deu início a sua campanha “Pegue o seu”, de doação de livros acadêmicos nos corredores do PPGCom. Durante todo o mês de abril, em comemoração ao dia do livro (23 de abril), e o mês de maio, diversos livros ficarão disponíveis para serem adquiridos por alunos e professores.

Aproveite essa oportunidade para aumentar sua biblioteca pessoal e, principalmente, seus conhecimentos.

 


Mônica Mendes defende dissertação de Mestrado sobre gênero nos desenhos animados
Dia 9 de março de 2018.

No dia de internacional de luta pelos direitos da mulheres, 8 de março, a estudante Mônica Vitória Mendes defendeu a dissertação de mestrado intitulada “Não se nasce menina ou super-heroína, torna-se: gênero e representações em animações televisivas”.

O trabalho analisou a representação das personagens femininas nos desenhos “A lenda de Korra”, “O Clube das Winx” e “As Aventuras de Ladybug”. O trabalho, orientado por Denise da Costa Oliveira Siqueira e avaliado pela Profª Drª Suzy Santos, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, e pela Profª Drª Denise Tavares, da Universidade Federal Fluminense, foi sugerido para se inscrever em prêmios da área.


Ebla Oliveira apresenta monografia sobre a representação da mulher negra na mídia digital.
Dia 9 de março de 2018

No último dia 7 de março, a estudante de jornalismo Ebla Mahin Marcondes de Oliveira apresentou sua monografia intitulada Representação da mulher negra: um estudo de caso do blog “Colher Chá de Noivas”.

O evento contou com estudantes de jornalismo interessados em estudar temas como gênero e raça, familiares e teve como banca avaliadora a Profª Drª Patrícia Rabelo da Silva, da Faculdade de Comunicação Social da UERJ, e a Doutoranda Raquel Gonçalves Dantas, do Programa de Pós-graduação em Comuicação da UERJ. O trabalho, orientado pela Profª Drª Denise de Oliveira da Costa Siqueira, foi aprovado e significou grande conquista para Ebla, que enfrentou várias dificuldades para concluir a graduação em Comunicação da UERJ, segundo a estudante.


CORPS inicia seus encontros com a temática “Experiência da dor: uma antropologia”
Dia 01 de março de 2018

Os encontros do Grupo de Pesquisa Corpo, Representação e Espaço Urbano, ministrados pela professora Denise Siqueira, começaram no dia 01 de março, com a palestra de David Le Betron, de temática “Experiência da dor: uma antropologia”.

Para este semestre o conteúdo gira em torno da “Emoção e Interação”, trabalhando com autores especialistas no assunto. A programação do grupo pode ser acompanhada pelo próprio blog na aba CORPS.


ASSIBERCOM lança e-book de Anais do XV IBERCOM 2017 
Dia 18 de fevereiro de 2018

O livro está com mais de 6 mil páginas e contém textos integrais dos quase 400 autores e coautores que se apresentaram na Universidade Católica Portuguesa, em Lisboa, entre 16 e 18 de novembro de 2017.

Para ter acesso ao e-book, clique aqui!


David Le Breton realiza palestra no Brasil dia 1º de março


Sob o tema “Experiência da dor: uma antropologia”, o sociólogo francês fará palestra no Auditório do RDC, na PUC Rio, dia 1º de março de 2018. O evento é aberto ao público e  autor falará em português .

Não é necessário a realização de inscrição prévia.

 

 


INCA realiza debate sobre  fake news X saúde e publica dados sobre a incidência de câncer no Brasil

No último dia 2 de fevereiro, o Instituto Nacional do Câncer realizou um evento em celebração ao Dia Mundial do Câncer com o lançamento da publicação “Estimativa 2018/2019: Incidência de Câncer no Brasil” e um debate sobre as falsas notícias que circulam principalmente na internet sobre o tema.

O evento contou com a organização de Marcos Fábio Vieira e participação de Euler Siqueira, ambos integrantes do Laboratório de Pesquisa em Comunicação, Informação e Cultura – Lampe, vinculado ao Programa de Pós-graduação em Comunicação da UERJ, além de outros especialistas.

O debate sobre a circulação de falsas notícias e a relação com a saúde do corpo, inscrito no âmbito da construção cultural e social da comunicação de cada espaço, está disponível no canal oficial do INCA no Youtube e pode ser acessado também no canal do Lampe.


Departamento de Jornalismo prorroga inscrições para Especialização

As inscrições para a Especialização em Jornalismo Cultural da Universidade do Estado do Rio de Janeiro foram prorrogadas e estarão abertas entre os dias 19 de fevereiro e 5 de março de 2018, de 2ª feira- à 5ª feira das 14h às 18h, na secretaria do Curso de Pós graduação da Faculdade   de Comunicação Social (Rua São Francisco Xavier, nº 524, Pavilhão João Lyra Filho, 10º andar, Bloco F, Sala 10.129 Maracanã, Rio de Janeiro – RJ)

Acesse o edital de prorrogação completo aqui.


VII Seminário de Pesquisas em Mídia e Cotidiano recebe resumos de trabalhos até dia 12/03

Pesquisadores e estudantes de pós-graduação poderão enviar trabalhos para o VII Seminário de Pesquisas em Mídia e Cotidiano a partir do dia 5 de fevereiro até o dia 12 de março. O evento ocorrerá nos dias 14, 15 e 16 de maio de 2018, na Universidade Federal Fluminense (UFF), em Niterói, Rio de Janeiro. Sob o tema “Midiatização e Sociedade Conectada: espaços e memórias do cotidiano”, o Seminário propõe uma reflexão a respeito dos processos, dos usos e dos impactos da midiatização na vida cotidiana, num momento de profundas mudanças políticas e culturais e intensas lutas lutas pela conquista de direitos sociais e contra o cerceamento às liberdades. As discussões se darão a partir de três eixos temáticos:

GT1 – Mídia e discursos narrativos: informar, educar, entreter  (gt1midiaediscusosnarrativos@g mail.com);
GT2 – Mídia e política: vozes, resistências, projetos  (gt2midiaepolitica@gmail.com);

GT3 – Mídia e práticas sociais: representações, memórias, personagens  (gt3midiaepraticassociais@gmai l.com

A VII edição do Seminário também marca o lançamento, no Brasil, da rede E-Voices, formada por pesquisadores e ativistas do Reino Unido, Estados Unidos, Quênia e Brasil, entre eles os professores Darren Lilleker, da Bournemouth University, o diretor executivo do Sparklab, Miguel Raimilla, e a ativista do PAWA 254, Eve Wagema. Eles apresentarão seus trabalhos e proferirão a conferência de encerramento “Por uma comunicação sem fronteiras”. Além das conferências, mesas temáticas e grupos de trabalho, o VII Seminário de pesquisas em Mídia e Cotidiano terá oficinas e mini-cursos voltados aos usos da arte e da tecnologia para educação e ativismo social.

Para programação completa, clique aqui.
Mais informações no site https://seminarioppgmc.wixsite .com/seminario2018.

NORMAS E PRAZOS
Normas e Template: disponível em https://seminarioppgmcwixsite.com/seminario2018.
Envio de Resumo Expandido: 05/02 a 12/03
Aceite dos resumos – até 26/03
Inscrições para apresentação de trabalhos – 12/03 a 13/04
Inscrições de ouvintes – até 11/05
Realização do Seminário – 14, 15 e 16/05
Para acessar as notícias anteriores, clique no botão abaixo:
 

 

 

Anúncios